Coleções de Revistas Científicas
 
Home > Desenvolvimento de coleções na BVS  
 

Os custos dos objetos informacionais, do armazenamento e da recuperação têm exigido, desde há muito, que bibliotecários e administradores repensem/reavaliem constantemente a necessidade ou possibilidade de disponibilizar localmente todos os itens de suas coleções.

O acesso à informação é a chave da biblioteca no presente. E esse acesso é dependente da efetividade dos sistemas técnicos e humanos,  de diretrizes e requerimentos eficazes e da definição da filosofia e mecanismos exigidos pelo desenvolvimento cooperado e coordenado de coleções.

A administração da coleção de revistas científicas continua sendo uma das preocupações centrais em bibliotecas dedicadas às Ciências da Saúde. Seja pela grande mobilidade dessas coleções, por seu manuseio constante ou seu custo de utilização, a essas coleções é dedicada grande parte da energia dessas bibliotecas. O aumento exponencial do número de títulos de periódicos publicados, a incorporação de novos suportes nas coleções e o uso de tecnologias para enviar/receber informações rapidamente, exigem que a coleção de revistas científicas das instituições seja objeto de uma política de desenvolvimento clara e precisa.

A nível latino-americano, além dos motivos citados como de preocupação para as bibliotecas, devem ser consideradas também a sobrecarga causada por restrições orçamentárias e as dificuldades de sobrevivência dos publicadores, fatores que consolidam coleções esfaceladas e de difícil tratamento padronizado.

Todos esses fatores fizeram com que, no ano de 1989, fosse proposto um projeto de Implantação do Catálogo Coletivo Latino-Americano e do Caribe de Publicações Seriadas em Ciências da Saúde, movido pela necessidade de administração eficaz de coleções de publicações seriadas na Região que , principalmente por apresentarem alto custo de manutenção, exigiam uma metodologia comum de descrição que permitisse, por meio do desenvolvimento das capacidades locais , o atendimento às necessidades de informação da comunidade de profissionais da área de Saúde, de qualquer nível, e em qualquer local que estivessem.

A BIREME, como integrante e líder da Rede Latino Americana e do Caribe de Informações em Ciências da Saúde reafirma seu propósito de trabalhar em cooperação para ampliar o acesso equitativo à informação na Região. Para isso, em conjunto com a Rede, atualiza o Catálogo Coletivo SeCS e o disponibiliza no Portal de Revistas Científicas, assim como os links de acesso eletrônico aos títulos. E amplia a divulgação, agora por meio da BVS, dos trabalhos que vêm sendo realizados no  desenvolvimento cooperativo de coleções de revistas científicas.